O que é o COMPE?

Quando fazemos compras em um estabelecimento, temos algumas diferentes opções para o pagamento. Podemos escolher entre pagar com o cartão de débito ou crédito, dinheiro em espécie, cheques, entre outras formas.

Hoje em dia, a forma mais usada como forma de pagamento é o cartão de crédito. A maioria dos consumidores o consideram mais prático e seguro, já que evita que se ande com dinheiro em espécie na rua.

O cheque já foi uma forma de pagamento muito utilizada no mundo inteiro. Mas atualmente o seu uso está bem mais restrito. O cheque é uma ordem de pagamento à vista, e é uma opção de pagamento muito utilizada para grandes valores, ou quando não sabemos ao certo qual o valor em espécie iremos precisar. Há casos em que o estabelecimento por algum motivo não aceite a TEF (Transferência Eletrônica de Fundos). Há casos em que o sistema da TEF por algum motivo pode estar fora do ar, então nesses casos de urgência, as pessoas normalmente recorrem à utilização de cheques.

Podemos dizer, que este é um dos meios mais “primitivos” quando falamos em pagamentos, que não sejam em dinheiro. Falando desse assunto pode-se encontrar várias vezes o termo COMPE. Mas o que isso significa?

Fique atento aos termos nas transações bancárias! Saiba o que é o COMPE

O que é COMPE?

COMPE (Sistema de Compensação de Cheques e Outros Papéis) é um código utilizado para identificação do banco. Esse código é composto por 3 dígitos. É importante saber a identificação do seu banco para facilitar as transações e evitar possíveis erros.

Abaixo segue o código de alguns dos principais bancos do país:

  • Banco do Brasil – 001
  • Bradesco – 237
  • Caixa Econômica – 104
  • Itaú – 341
  • Santander – 033.

Muitas vezes este código é confundido com o ISPB (Identificador do Sistema de Pagamentos Brasileiro), porém este código é composto por 8 códigos e só será solicitado no caso da instituição financeira não possuir o COMPE. Mas isso é bem raro. Normalmente, a informação solicitada ao fazer uma transferência bancária é o COMPE.

Caso o seu banco não esteja listado acima, é preciso que você entre em contato com a sua agência para saber qual é é o COMPE. É importante lembrar que a identificação do banco pelo COMPE não substitui as informações de agência e conta, que sempre são solicitadas ao se fazer uma transferência. É preciso verificar se os dados estão corretos antes de confirmar a operação, pois um erro pode gerar estresse e dor de cabeça.

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *