Banco, conta, agência, CPF e nome: os dados para fazer uma TED

Quando é necessário uma transferência de dinheiro entre bancos diferentes, hoje em dia, o mais indicado são as operações eletrônicas, pela praticidade e segurança. Um dos meios mais utilizados para este fim é a TED.

A sigla TED significa Transferência Eletrônica Disponível. É uma forma de transferência de dinheiro entre agências de bancos diferentes com mesma titularidade ou não.

Esse tipo de transferência vem sendo muito utilizada desde que deixou de ter um valor mínimo para a transação. Antes, a TED só podia ser feita a partir de um determinado valor, que foi caindo com o passar dos anos, até não existir mais. Desde 2016 pode ser transferido qualquer valor de uma conta para outra através da TED.

Nesse tipo de transação o valor cai na conta no mesmo dia, só é necessário que se tenha o valor disponível e conta para esta transferência. E para isso, é preciso fazer a transferência até as 17hs, além deste horário a TED pode apenas ser agendada e o dinheiro cairá na conta de destino no próximo dia útil.

Também não existe um valor limite máximo de transferência com a TED. O que existe são algumas variáveis que são impostas pela entidade financeira utilizada por questões de segurança de acordo com o perfil do cliente. Verifique com o seu banco se existe alguma restrição de valores.

Como fazer uma TED? Quais são os dados necessários?

Hoje em dia é muito simples fazer qualquer tipo de transação bancária. Você tem a opção de fazer diretamente no caixa da agência, nos caixas eletrônicos, ou pela internet e aplicativo de celular. O valor deste serviço pode variar dependendo do modo que foi executado. E assim como outros serviços do banco, pode ter isenção ou taxas mais baratas em pacotes de conta. Para tirar dúvidas referente a esse ponto, pode-se entrar em contato com o seu banco para verificar.

TED online internet dados

Fique atento aos dados na hora de fazer a transferência

O importante é sempre procurar se informar, pois muitas vezes podemos resolver problemas bancários de forma simples, apenas com boas informações.

Outra dúvida bastante comum dos correntistas são os dados necessários para se fazer uma TED. É preciso ficar atento a esta informação, pois sem os dados completos e corretos não será possível realizar a transferência.

Para fazer uma TED é necessário ter em mãos alguns dados importantes e corretos:

Identificação do destinatário da TED: CPF ou CNPJ da pessoa ou entidade a qual vai enviar o dinheiro é fundamenta. Em alguns casos, será necessário adicionar também o nome completo do titular da conta ou a razão social da empresa.

Dados bancários: São três itens importantes sobre os dados bancários: o número do banco, a agencia e a conta. Todos devem bater para que a transação seja efetuada com sucesso. O número do banco identifica a instituição financeira; a agência é a unidade da instituição a que se abriu a conta (no número da agência não se utiliza dígito verificador); por fim, o numero da conta corrente ou poupança contendo o dígito verificador.

Motivo da transferência: Alguns bancos lhe darão uma lista de motivos para transferência, desde Crédito em conta Corrente, Crédito em conta poupança, Pagamento de Dividendos, Pagamentos de aluguéis e várias outras opções. Escolha a mais apropriada e, na dúvida, opte por crédito em conta corrente ou poupança, de acordo com a necessidade.

Ter em mãos todos esses dados corretos agiliza o processo e evita erros.

Para ajudar a esclarecer sobre os códigos das agências, segue abaixo algumas explicações.

COMPE (Sistema de Compensação de Cheques e Outros Papéis) é um código utilizado para identificação do banco. Esse código é composto por 3 dígitos.

Abaixo segue o código de alguns dos principais bancos do país:

  • Banco do Brasil – 001
  • Bradesco – 237
  • Caixa Econômica – 104
  • Itaú – 341
  • Santander – 033

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *