Quantas horas leva para DOC ou TED cair na conta?

Atividades bancárias, muitas vezes parecem complicadas para o cliente, pois são utilizados muitos termos e siglas, as quais confundem e fazem com que uma operação simples, pareça algo difícil de ser executado. Além da falta de informação sobre o melhor tipo de operação para cada caso, os valores das taxas e os prazo das operações também nem sempre são bem explicados.

Quando é necessário enviar dinheiro para uma conta em outro banco, é preciso fazer uma TED ou um DOC, que são tipos de transferências eletrônicas para este fim. Apesar de bem parecidas, as transferências têm algumas diferenças entre si.

A sigla TED significa Transferência Eletrônica Disponível e o valor cai na conta no mesmo dia, desde que seja feita até as 17 horas, pois depois desse horário a TED só poderá ser agendada para o próximo dia útil. Não tem exatamente quantas horas demora, mas é bem rápido. Normalmente, em menos de uma hora o dinheiro já cai na conta de destino.

Esse é um dos motivos pelo qual a TED tem sido mais usada do que o DOC. O DOC é o Documento de Ordem de Crédito e precisa passar por uma compensação bancária. Por isso, o valor só cai na conta de destino no próximo dia útil. O DOC pode ser feito até as 21:59 e será compensado no dia seguinte. Após este horário, será agendado para o dia seguinte e só será recebido na conta do destinatário dois dias depois.

Quando a transferência tiver urgência, é melhor fazer uma TED. Outro motivo para fazer uma TED é quando o valor for superior a 5 mil reais, pois o DOC tem um limite máximo de R$ 4.999,99.

Quanto tempo leva para cair na conta? Então, em regra, podemos dizer que a TED é mais rápida, caindo em conta no mesmo dia, sendo computada em questões de minutos e não em horas. Já o DOC estará na conta no dia útil seguinte, logo quando iniciar o expediente bancário.

Quanto tempo demora para a conclusão de uma TED ou de um DOC?

O que é preciso para fazer uma TED ou um DOC?

Nos dois tipos de transferências é preciso que haja o valor disponível em conta. Caso contrário, a transferência não será concluída.

Para fazer as transações você pode ir aos caixas convencionais, nos caixas eletrônicos e até mesmo na internet. É preciso ter em mãos o número da conta, da agência, CPF ou CNPJ do titular da conta, e também é preciso saber se a conta é do tipo corrente ou poupança.

O valor das tarifas varia de um banco para outro e, também varia de acordo com a forma que você fez a transação. As transferências feitas de forma presencial, nos caixas convencionais, custam mais caro.

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *